Click to listen highlighted text!

A Tuero implementa uma central nova de revalorização de subproduto em Portugal

A Tuero implementa uma central nova de revalorização de subproduto em Portugal

  • Reforça o seu posicionamento como líder em Economia Circular no mercado ibérico com esta nova fábrica de revalorização de subproduto que servirá os seus clientes em Espanha e Portugal.
  • No início do outono, está prevista mais uma instalação nova em Palência (Espanha), que se transformará na central de subproduto mais moderna da Europa.

Venta de Baños (Palência), 23 de abril de 2020.- A Tuero, empresa de serviços ambientais, especialistas e líderes em economia circular na Península Ibérica, implementou a sua nova fábrica de revalorização de subproduto em Oliveira de Azeméis, uma localidade a Sul do Porto, em Portugal. A partir desta nova fábrica, a Tuero servirá os seus clientes na gestão do seu subproduto, transformando as perdas de produtos alimentares não aptos para consumo humano em matéria-prima de alta qualidade, com alto valor nutricional, para o fabrico de ração animal.

Esta central de Portugal, na qual trabalham nove pessoas, está a fabricar, atualmente, ao máximo rendimento 24 horas, 7 dias por semana, permitindo à Tuero reforçar o seu posicionamento no mercado ibérico, assim como manter o seu compromisso com os seus fornecedores e clientes e dar continuidade ao serviço, após o incêndio que assolou a sua central de revalorização de subproduto de Venta de Baños (Palência) em outubro passado.

“Estamos muito satisfeitos por já ter em funcionamento a nossa nova central de Oliveira de Azeméis. A nossa equipa fez um grande esforço para implementar esta nova central em Portugal no menor tempo possível e dar, assim, continuidade aos nossos compromissos com clientes e fornecedores”, afirma Jorge Montero, Diretor da Tuero.

No final deste ano, a Tuero terá mais uma nova fábrica, desta vez, em Venta de Baños (Palência), cuja construção já está em curso e que terá a última tecnologia em gestão de subproduto e os mais estritos padrões de qualidade, que a transformarão na central mais moderna da Europa. Quando ambas as centrais estiverem operativas, desde a fábrica de Oliveira de Azeméis, na região do Porto, em Portugal, a Tuero servirá os seus clientes de Portugal e da Galiza, e desde Palência (Espanha), gerir-se-á o serviço ao resto dos clientes espanhóis. O investimento económico de ambas as centrais ascende aproximadamente a 20 milhões de euros.

A Tuero, como empresa especialista e líder em economia circular presta serviço em três linhas de negócio diferentes. Por um lado, às empresas da indústria alimentar através da revalorização de subproduto, gerindo os seus desperdícios, como perdas dos processos de produção ou produtos com defeitos em embalagens, transformando-as em farinha de bolacha, uma matéria-prima de alta qualidade e alto valor nutricional que se destina ao fabrico de ração animal. Além disso, a sua central de Biogás, onde transforma subproduto que não está apto para alimentação animal em biogás e fertilizante para as terras de cultivo; e uma terceira linha, dedicada à gestão integral de serviços ambientais para impulsionar e apoiar as empresas na consecução do objetivo de descargas zero.

A Tuero ajuda, assim, as empresas a cumprir os seus compromissos de sustentabilidade social, ambiental e económica, ao gerir os resíduos dos seus processos produtivos em novas matérias-primas, e apoiar o processo de transformar as suas fábricas em centrais com descargas zero. Com a nova central de Portugal, a Tuero continua a sua expansão pela Europa e reforça a sua posição como ator essencial de economia circular para Empresas e Instituições do mercado ibérico.

Sobre a Tuero

A Tuero é uma empresa de serviços ambientais, especialistas em economia circular com mais de 20 anos de experiência, acompanhando as empresas manufactureiras e instituições no desafio de reciclar, reutilizar ou revalorizar o subproduto gerado no exercício da sua atividade produtiva para conseguir que os seus clientes atinjam o objetivo de descargas zero.

Atualmente, tem um centro de revalorização de subproduto em Oliveira de Azeméis (Porto, Portugal) e, no final de 2020, está prevista a implementação de uma nova em Palência (Espanha), além disso, tem uma central de biogás em Palência (Espanha) e presta os seus serviços de gestão integral ambiental a empresas e instituições da Península Ibérica para atingirem o objetivo ambiental de descargas zero.

No Comments

Post a Comment

Click to listen highlighted text!